Carrer de L’ Almudaina - a Rua ideal para conhecer um pouco mais da história de Mallorca

A Carrer (rua) de L’ Almudaina está muito próxima à Catedral e à Prefeitura de Palma. É muito fácil de encontrá-la. Começa na Carrer Palau Reial e termina na Carrer d’en Morei. É bastante estreita e curta. É uma rua típica do centro histórico de Palma de Mallorca com um fantástico acervo cultural. Aqui você conhecerá  casas senhoriais e os seus pátios. Apresentam-se em diversos estilos. Um famoso arco une-se  ao conjunto para lhe dar mais glamour ainda!

A cidade de Palma foi fundada pelos romanos no ano 123 a.C. e Mallorca esteve sob o comando dos árabes de 903 a 1.229.

Todos os nomes que começam por “al” são de origem árabe e Almudaina significa fortaleza (al-mudayna).

Vamos ao assunto e começo pelo primeiro pátio:

 

Can Oleo - Carrer de L’Almudaina nº 4.

A casa é do século XIII. Entretanto no século XV pertenceu a uma família de corsários da Coroa de Aragão chamada Thomàs. O seu nome atual procede da pessoa que foi o seu último proprietário, Francesc Oleo, que era médico. Tem uma extensão de mais de 2000 metros quadrados distribuídos em 4 andares. O que se pode ver e visitar deste edifício, que é protegido como Bien de Interés Cultural, é a entrada principal, ou seja, o seu pátio. Esteja atento aos detalhes da escada gótica do século XV que nos chama a atenção  e que está à esquerda.É única neste gênero na cidade. Está decorada com motivos circulares imitando rosas. 

À direita estão as janelas de estilos renascentista e gótico. Simplesmente fantásticas. Por certo, Can Oleo esteve sob reforma durante 5 anos e foi reinaugurada em 2011.

Atualmente é a Sede da UIB - Universidade das Ilhas Baleares.

 

Seguindo o nosso passeio, a próxima casa chama-se Can Oms - Carrer de L’Almudaina nº 7. Foi propriedade de Jerònim Doms em 1.642. Ele era de origem nobre. Durante os séculos XVII e XVIII foi habitada pela Familia Oms. O pátio é bastante amplo: à esquerda existe um portal com uma decoração gótica, proveniente de uma outra casa. À direita, depois de um bonito artesoado de madeira e os arcos rebaixados está uma cisterna com formato octogonal.

Não deixe de fotografar uma janela que compõe-se com um balcão - em espanhol “ventana balconera” - aí apreciamos o brasão da Familia Oms.

O acesso à casa era feito por umas escadarias com varanda forjada em ferro. Muito elegantes.

 

A outra casa senhorial encontra-se no número 9 - chama-se Can Bordils (também Can Villallonga-Escalada ou Can Sureda-Zanglada). De acordo com a história, este prédio tem a sua origem na época islâmica. Pertenceu à varias famílias e o seu último nome provêm dos “Bordils” que aí habitaram do século XVII ao século XIX.

 

Muito interessantes as duas janelas renascentistas na sua fachada. Em Mallorca, como em muitas cidades da Europa, era muito comum que as famílias com alto poder aquisitivo, tivessem o seu próprio escudo. Este era colocado nas portas, colunas ou janelas, como neste caso. 

Em 1.554 a Familia Sureda-Zanglada a reformou. O pátio de Can Bordils é quadrado e tem arcos nos quatro lados.

Tanto Can Oms como Can Bordils pertencem à Prefeitura de Palma e têm um horário que podem ser visitados e fotografados os seus pátios, ou seja, de segunda-feira à sexta-feira, de 09:00 às 14:00, exceto feriados. Fora destes horários, poderão ser fotografadas da rua.

 

As surpresas não terminaram…

Pegadinhos à Can Bordils, e, sempre está fechado o portão, mas pode-se fotografar perfeitamente, existem dois arcos renascentistas que são resultado de uma reforma  feita no imóvel quando este era habitado, de acordo com informações da Guia de Turismo das Ilhas Baleares, Maria Dolores Garcia Lopez, Lola.

Agora volto a falar dos romanos! Aproveite para fotografar o Arco de L’Almudaina, que com certeza, é a joia da coroa. Era a porta do recinto romano. Esta rua estava dentro da planificação urbana deste Império. Era o "Desumanos Norte". Nos tempos dos árabes foi usada como acesso ao Palácio de la Almudaina, de onde procede o seu nome.

Detrás do Arco existe uma estrutura de cimento usada desde os tempos mais antigos para evitar o golpe das rodas das carruagens. É engenhoso.       

Você verá um divertido mini crocodilo na parede de frente ao Arco. Não se assuste. Ria e muito! Este é fruto da famosa lenda palmesana “El Drac de na Còca”. Dizem que no século XVII um dragão assustava as pessoas que viviam perto da Catedral de Palma e adjacências quando saía de noite para buscar comida…

Mas as suas aventuras terminaram quando o valente Capitão Bartomeu Coc matou-o com a sua espada. Será que era um dragão ou uma pequena lagartixa? Mistérios e dúvidas da natureza!

 

O seu tour chegou ao final. E esta é a esquina da Carrer D’en Morey, outra rua icono em Palma. 

Eu curti muito escrever este blog e dar a você todas as dicas sobre a cidade de Palma de Mallorca que é super interessante.

Quer saber mais coisas ou tem alguma dúvida, é só escrever para  info@eliana-guia.com . Terei muito prazer em esclarecê-la. Achou útil? Por favor, compartilhe com os amigos.

 

Até a próxima vez e muitos abraços de Mallorca,

Eliana Pacifico

Guia Oficial de Turismo das Ilhas Baleares.

 

Meu Facebook e meu Instagram

 

www.eliana-guiamallorca.com Blog Feed

Raixa (So, 21 Jan 2024)
Raixa é uma fazenda maiorquina (possessió) que localiza-se em Bunyola aos pés da Serra de Tramuntana, Patrimônio da Humanidade desde 2011. A sua extensão é de 54 hectáreas incluindo a casa e os jardins. O seu nome inicial foi Araixa que significa umbria ou lugar fresco.  Este lugar já existia na época que os árabes dominaram a Ilha (903-1229). Raixa pertenceu a varias famílias nobres de Mallorca, mas, foi na época do Cardeal Antônio Despuig (1745-1813) que este lugar viveu o seu momento de esplendor ao ser transformado em uma vila italiana com muitos elementos neoclássicos A casa é enorme e contêm um acervo sobre os municípios que fazem parte da Serra de Tramuntan "Centro de Interpretación y visitantes de Raixa-Serra de Tramuntana.” Em uma das salas existe um enorme mapa de Mallorca com todas as “possessions” da Ilha. As vistas desde a loggia para os jardins e a montanha são impressionantes. Além da ilustração da casa do cardeal nos deparamos também com representação do muro de  pedra seca “Pedra en Sec” Alredor do edificio encontram-se um amplo pátio, uma capela, a almazara (onde se produzia o aceite de oliva) bem como os alojamentos dos proprietários e os seus empregados. Outra visita que merece a pena é a do mirador de estilo neoárabe composto por janelas com vidros de muitas cores e, de onde, você poderá desfrutar de vistas espetaculares. No exterior estão: O Jardim dos Laranjos, o Jardim da Galeria e, na parte superior da casa encontra-se uma escadaria monumental dedicada ao Deus Apolo. No caminho em direção à parte posterior de Raixa existe uma gruta artificial criada a partir de outras grutas da ilha.  Perto deste espaço existem dois estanques sendo que um têm 98 metros de comprimento, 18 metros de largura e 7 metros de profundidad. Ele foi construído em 1753. Está cheio de carpas. Existem lugares para sentar e desfrutar da natureza. Outro  dado importante sobre Raixa: em 1982 ela foi usada como cenário de filmes de renome, ou seja, Bearn o la Casa de Muñecas e Muerte bajo el sol, sendo que este último baseado em um livro de Agatha Christie. Raixa: Carretera Ma-11 de Palma a Soller, Km 12,2 Bunyola Horario de funcionamento: de terça-feira a sábado - 10:00 hs a 15:00 hs Domingo e Segunda-feira: fechado. Entrada grátis.   Espero que você tenha desfrutado deste blog e das fotos de Uli Fuchs sobre Raixa.   Eu estou em Instagram como Eliana_guiamallorca.    Abraços de Mallorca, Eliana Pacifico Guia Oficial de Turismo das Ilhas Baleares  
>> mehr lesen

A feira de Santa Maria (Sun, 26 Nov 2023)
A localidade de Santa Maria encontra-se a uns 30 quilômetros em carro de Palma indo pela autopista Ma-13. É conhecido como o lugar onde os ciclistas que estão visitando Mallorca param para tomar um café ou talvez uma Coca-Cola. A partir desse vilarejo, as vistas da Serra de Tramuntana são perfeitas. Santa Maria é uma das pioneiras na produção de vinho em Maiorca. Antes de chegar a esse povoado, você encontrará vinhedos, amendoeiras e oliveiras e inúmeras casas de pedra.  A população é de aproximadamente  7.400 habitantes. O vilarejo é muito tranquilo durante a semana, mas aos domingos as coisas mudam. Entre as 8h e as 13h, moradores, compradores e visitantes se dirigem à Plaza Nova para comprar produtos no tradicional mercado de rua. Esse é, sem dúvida, um dos mercados mais famosos de Mallorca. O que pode ser encontrado nas diferentes barracas do mercado?  Frutas, legumes, salsichas, queijos, flores, artesanato, roupas e até mesmo uma seção de pássaros. Há também produtos orgânicos. Há áreas para as crianças brincarem, banheiros públicos, bem como os tradicionais bares e restaurantes. Recomendo que você vá o mais cedo possível para encontrar estacionamento.  Reserve um tempo para visitar a Igreja de Santa Maria, sua santa padroeira, cuja construção começou no século XVIII. A torre do sino da igreja pode ser vista da Plaza Nova. Instagram Espero que você tenha gostado desse novo blog de Eliana Mallorca e das belas fotos de Uli Fuchs. Visite o Instagram - estou nessa rede social como Eliana_guiamallorca. Você pode encontrar informações sobre essa ilha fantástica em info@eliana-guia.com.  Até a próxima!   Abraços de Mallorca Eliana Pacifico Guia Oficial de Turismo das Ilhas Baleares
>> mehr lesen

Kommentar schreiben

Kommentare: 0